Editora lança bíblia do Diabo

domingo, 23 de janeiro de 2011

Autor tenta alavancar vendas com polêmica



Criado no século XIII, o Codex Gigas (Livro Gigante) é o maior manuscrito medieval sobre o qual se tem notícia no mundo, com 90 cm de comprimento e 75 kg. O fato de trazer em seu conteúdo uma ilustração do demônio tornou-o conhecido como “A Bíblia do Diabo”. Nele, homens da igreja e alquimistas procuravam a iluminação – ou o caminho para as trevas. Ao longo dos séculos, os satanistas pregavam que ele teria sido escrito em uma única noite, trazendo poder a quem conseguir tocá-lo. Este é o quarto livro do autor, que percebeu que causar polêmica, envolvendo religião, vende livros. A única obra do autor que entrou para lista de mais vendidos foi "Uma missa para os Medici".

Considerando o tema um ponto instigante, a Editora Planeta resolveu trazer aos interessados o livro A Bíblia do Diabo, de autoria de Richard Dübell. As páginas trazem uma série de especulações sobre a origem do manuscrito como também de quem o escreveu e com que motivos. Conforme o romance se desenvolve, personagens ficcionais interagem com nomes históricos, entre eles o Cardeal Cervantes de Gaete (Arcebispo de Tarragona), Melchior Khlesl (bispo de Wiener Neustadt e, em seguida, de Viena), o Papa Clemente VIII (Pontífice da Igreja Católica de 30 de janeiro de 1592 a 5 de março de 1605), John Dee e Edward Kelley (alquimistas ingleses e astrólogos da corte do imperador Rodolfo II), entre outros.


O enredo

Em um convento semidestruído na cidade de Boêmia, em 1572, Andrej, aos oito anos, é testemunha de um terrível banho de sangue: dez pessoas, entre elas seus pais, são assassinadas. Ele consegue fugir, levando o Codex Gigas, um dos segredos mais bem guardados da igreja católica romana, que uma secreta sociedade dos monges quer proteger a todo custo – o convento abriga um documento que custou a vida de três papas e que parece ter o poder de anunciar o fim do mundo. Sete monges negros vigiam o grande manuscrito e matam todos aqueles que sabem demais a respeito dele.

Anos depois do massacre, um grupo de altos religiosos católicos envia um padre à corte do imperador Rodolfo, com o objetivo de encontrar o exemplar original da Bíblia do Diabo. Para cumprir a missão, padre Xavier não hesita em usar os próprios contatos e influência aliados a uma capacidade singular de manipular qualquer um que se colocar em seu caminho.


O autor

Richard Dübell nasceu em 1962 e vive com a mulher e dois filhos em Landshut, na Alemanha. Depois de uma estreia literária de sucesso com seus dois primeiros romances, Der Tuchhändler (O mercador de tecidos) e Der Jahrtausandkaiser (O imperador do milênio), seu terceiro livro, Eine Messe für die Medici (Uma missa para os Medici), proporcionou ao autor integrar, pela primeira vez, a lista dos mais vendidos.

Fonte: CPADNews

IEADESP e EBD!

A IEADESP (Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Serrinha dos Pintos/RN) e a EBD ( Escola Bíblica Dominical)



Deus tem abençoado de forma toda especial a nossa igreja nesta cidade, em todos os âmbitos, mais um deles merece destaque a Escola Dominical.
Todos os Domingos ás 9:00 da manhã, os membros e congregados da IEADESP se reúnem para aprender a Palavra de Deus na EBD. No templo Sede e nas congregações do Bairro Serrinha do Canto e no Sítio Sampaio.

Para a IEADESP, valorizar a Educação Cristã é estimular o crescimento espiritual da Família de Deus e incentivar uma busca cada vez maior das Escrituras como fonte de conhecimento e adoração.

Desfrute conosco da maior escola do mundo, a Escola Dominical.

Genes dos Crentes podem propagar a religião, concordam pastores

Estudos mostram que pessoas que são mais religiosas tendem a ter mais filhos



Os chamados "Genes dos crentes" podem ajudar a propagar a religião, de acordo com uma recente especulação de professor de Cambridge, dizem dois pastores.

O professor de Economia Robert Rowthorn na Universidade de Cambridge escreveu no jornal acadêmico Proceedings of The Royal Society B que os estudos mostram que pessoas que são mais religiosas tendem a ter mais filhos.

Há ainda em algumas pessoas uma predisposição genética para a crença, observou ele. O que levou Rowthorn a sugerir que "o gene dos crentes" e a tendência das pessoas religiosas a ter mais filhos poderia ajudar a espalhar a religião, noticiou o Telegraph UK.

"Nunca me surpreende quando a ciência alcança a Bíblia," mencionou Adam Stadtmiller, pastor-associado da North Cost Calvary Chapel, em Carlsbad, Califórnia, ao The Christian Post, em resposta às especulações de Rowthorn.

Stadtmiller, que é o autor do novo livro "Give Your Kids the Keys: Navigating Your Child to a Personal and Sustainable Faith" (Dê aos seus filhos as chaves: Mergulhando seu filho em uma fé Pessoal e Sustentável), ressaltou que o Apóstolo Paulo fala sobre o "gene dos crentes" no livro de Romanos, quando ele fala sobre a lei e a natureza de Deus que está escrita no coração das pessoas.

Mas o pastor Joel Hunter C. da Igreja Northland Church, em Longwood, na Flórida, advertiu que, enquanto ele acredita que há uma predisposição genética para a fé nas pessoas, isso não elimina a necessidade das pessoas escolherem acreditar em Deus.

"A Bíblia diz que somos criados de modo terrível e maravilhoso," disse Hunter para Fox News Orlando, "mas há uma diferença entre uma predisposição genética e a predeterminação. Acho que você realmente tem que decidir acreditar para acreditar."

Ele também explicou que os Cristãos acreditam que os filhos são um presente de Deus ao mundo, porque a Bíblia diz para ser frutífero e multiplicar-se.

"Elas (as crianças) não são simplesmente para a nossa satisfação particular por isso estamos mais propensos a ter mais filhos," observou.

Rowthorn citou o World Values Survey, que abrange 82 nações de 1981 a 2004, que descobriu que as pessoas que frequentavam os cultos religiosos mais de uma vez por semana tinham uma média de 2,5 filhos. Os adultos que frequentaram o culto uma vez por mês tinham dois, e aqueles que nunca frequentavam tinha 1,67 filhos em média.

"Quanto mais devotas as pessoas são, mais filhos elas são susceptíveis a ser," escreveu Rowthorn no artigo.

O professor observou também que, se alguns grupos religiosos com altas taxas de fertilidade casam somente entre si, então eles "superam rapidamente o resto da população e em breve se tornam a maioria."

Para apoiar esta idéia, ele apontou para a população amish nos Estados Unidos, que cresceu de 123 mil em 1991 para 249 mil em 2010. O grupo altamente religioso está previsto expandir para 44 milhões até 2150 se continuar a tendência de crescimento.

Mas é altamente improvável que aconteça que os membros de grupos religiosos saiam ou casem fora do grupo e, portanto, são susceptíveis a terem menos filhos do que o previsto. "Deserções" de grupos religiosos poderiam "abrandar a propagação do gene da religiosidade," mas não impedi-lo, escreveu o professor de Cambridge.

Aqueles que deixam a sua comunidade religiosa vão propagar o "gene dos crentes" para o resto da sociedade, argumentou ele.

Fonte: CPADNews

Verão diferente no Rio Grande do Norte

Evento pretende preparar cristãos para receber turistas



Dos dias 20 a 29 de janeiro, o litoral do Rio Grande do Norte recebe um evento inédito no Brasil. Com a promessa de trazer mais esperança ao verão, o Summer Hope promete receber os turistas de um jeito mais acolhedor, demonstrando o amor de Cristo.

O evento é uma iniciativa da Rede Internacional de Evangelismo Jesus Warriors, que atua na América Latina e tem como visão resgatar vidas e promover ajuda pessoal a adolescentes e jovens vivendo em situação de risco. O trabalho é feito com projetos sociais diversos e como auxílio às igrejas na área de evangelização.

Os temas a serem apresentados serão drogas, alcoolismo, anorexia, abuso sexual, aborto, racismo e analfabetismo. O objetivo é conscientizar as pessoas sobre as dificuldades e realidades de muitas pessoas que enfrentam estes problemas e buscar meios de ajudá-las. “Queremos desafiar as pessoas a viver um verão um verão diferente com a esperança de que dias melhores virão”, comenta o presidente da JW Brasil e um dos organizadores do evento, Rene Alves.

Além de toda a parte social já dentro da rede, o objetivo também gira em torno da familiarização do povo evangélico com os turistas que devem visitar o Brasil nos próximos anos. "O Brasil está em evidência com a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Muitas pessoas virão de outros países e os cristãos precisam estar preparados para recebê-las. É uma forma de ligar a Igreja à sociedade", acrescenta Alves.

Até o dia 28, as ações vão girar em torno da distribuição de panfletos turísticos e evangelísticos em duas línguas, garrafas de água mineral e sacolinhas de lixo para carros em praias, shoppings, hotéis e aeroportos. Segundo o organizador, o tratamento na recepção é uma demonstração de amor e os panfletos ajudam na aproximação e ainda levam uma mensagem de esperança. Tudo foi pensado como uma estratégia para melhor atender os visitantes, fazer um grande trabalho de solidariedade e poder apresentá-los a Jesus Cristo.

O fechamento de todo o projeto vai acontecer no dia 29 com um grande show e queima de fogos. Várias bandas de rock e reggae se apresentarão. “Escolhemos bandas que tem ritmos característicos do verão”.

Cerca de 300 voluntários serão instruídos e divididos em equipes. A meta é de que pelo menos 50 mil pessoas sejam alcançadas.

Fonte: CPADNews

Dicas de Filmes Evengélicos.

GOSPEL JOVENS DICAS DE FILMES

Notícias em Tempo Real!

GOSPEL JOVENS